segunda-feira, 19 de maio de 2014

PREOCUPAÇÕES E VISTORIA

Para quem não assistiu o Fantástico de ontem 18/05/2014, estou anexando a reportagem onde trata os inúmeros problemas de infraestrutura em apartamentos que estão sendo entregues novinhos em folha.

Um site de reclamações mostra que nos três primeiros meses deste ano, o número de relatos sobre problemas de infraestrutura em prédios recém-entregues subiu 36% em relação ao ano passado, e a construtora MRV é uma das campeãs em reclamações, veja a reportagem na integra;


Como cita a reportagem é de suma importância nos atentarmos para vistoria do APÊ, uma vez as vistorias no Parque Sauípe estão se aproximando (pelo menos eu espero que esteja), resolvi postar sobre o assunto que é um passo muito importante, tendo em vista os problemas citados na reportagem acima, para o recebimento das chaves.

Ser chamado para a vistoria significa que o seu apartamento está pronto. Mas não adianta colocar o carro na frente dos bois e ir assinando o termo de aceite sem dar uma bela olhada no APÊ e ficarmos no prejuízo com eventuais reparos que deveriam ser de responsabilidade da construtora.


Fuçando no blog da nossa amiga Fabi, achei uma matéria completa da Abril que auxilia e muito na ora da vistoria no APÊ. clique aqui

Fuçando também no blog da nossa amiga Bruna, encontrei um check list elaborado por ela que da para imprimir e levar no dia vistoria para anotar o que esta OK e o que esta pendente. clique aqui para baixar check list

A Zap também fez um vídeo com dicas da engenheira Carla Souza;



REGISTRE AS REPROVAÇÕES

Sempre é preciso materializar as reclamações
Mesmo o que foi comunicado ao profissional da construtora que acompanha a vistoria deve constar no laudo. Não se esqueça de solicitar uma cópia para você. Se o representante da construtora impedir que alguma de suas observações seja documentada no laudo de vistoria, exponha o problema em uma carta com confirmação de recebimento encaminhada à empresa de preferência no mesmo dia da vistoria.
Este mesmo procedimento pode ser usado para documentar os defeitos que são conhecidos como vícios ocultos, aqueles que são percebidos com o tempo e utilização do imóvel. A garantia dos imóveis costuma ser de 90 dias, mas o Código Civil trabalha com prazo de cinco anos para a detecção de vícios estruturais. Os defeitos aparentes apontados no dia da vistoria precisam ser corrigidos pela construtora em até 30 dias.

Os consumidores podem negociar descontos ou a inclusão de novos itens no imóvel quando não valer a pena consertar o defeito, como no caso de um modelo de revestimento colocado errado. Ao assinar o laudo de vistoria do imóvel os consumidores devem acrescentar a expressão
 "com ressalvas relacionadas ao uso do imóvel" para se precaver.

Lembre-se:
Não tenha medo nem vergonha de reprovar a vistoria!
Se você não exigir as correções agora, elas vão ficar por sua conta, e vai sair bem caro! Então, exija até que seja feito, afinal estamos no nosso direito, só queremos receber algo de acordo com o que estamos pagando!

Nenhum comentário:

Postar um comentário